Artigo de:
Diego Brito

Reviewed by:
Rating:
5
On 13 de janeiro de 2016
Last modified:24 de fevereiro de 2017

Summary:

Acabei de comprar mais livros pela Amazon.com. A experiência é sempre muito conveniente, rápida, fácil e segura. Dei alguns cliques, fiz minhas seleções e cliquei em “comprar”. Em nenhum momento me preocupei em dar o número do meu cartão de crédito nem minhas informações pessoais; eu acreditei que os meus livros fossem ser entregues rapidamente; e sabia que a empresa buscaria se certificar que a minha compra tivesse sido entregue corretamente. Ao longo dessa experiência de compra, percebi que a Amazon.com vem seguindo 3 leis universais de marketing empreendedor:

1) É mais importante ser significativamente diferente do que ser um pouco melhor

Então, encontro por aí muitas empresas que tentam superar a sua concorrência sendo um pouco melhor. Tentam adicionar um pouco mais de memória no seu aparelho, ou fazer um monitor um pouco maior, ou executar programas mais rápidos, por exemplo. Mas nesse jogo, empresas emergentes não vencem. Os concorrentes podem simplesmente aumentar suas memórias, aprimorar seus monitores e até acelerar os seus programas também, e isso é igual para qualquer outro tipo de produto ou serviço. O mercado eleva ao sucesso negócios realmente diferentes, de forma clara e consistente no que se propõem a fazer.

O estudioso da área de marketing Rimar Richards diz “entender para atender”. Compreender o ambiente de seus clientes é fundamental. Não digo só entender o seu perfil sócio-econômico natural que o rodeia. Me refiro ao ambiente interno, entendendo o verdadeiro nó no estômago desses clientes; Entender o que os mantém acordados à noite.

Tão certo como o sol que nasce no leste e se põe no oeste, muitos negócios pensam que podem ter sucesso competindo apenas com preços baixos e poucas mudanças nas especificações dos seus serviços e produtos. Sem desmerecer o poder de um preço mais baixo, mas isso coloca o seu negócio vulnerável nessa competição, abrindo margem para que a concorrência venha também com preços baixos e até melhorias nessas especificações. Agora, comodidade, confiabilidade, qualidade, modernização, facilidades de uso e incentivos fazem sim a grande diferença nesse páreo.

2) Mais do que um produto, venda confiança

As empresas mais bem sucedidas são as mais confiáveis para os seus clientes. Confiança gera lealdade, e essa lealdade faz não só com que o negócio sobreviva, mas também prospere. Mas nem tudo são flores, afinal essa confiança não se vende, precisa ser provada dia-a-dia, ainda que seja facilmente perdida num passo falso. Negócios de sucesso seguem um caminho claro de manter as suas promessas. Por exemplo, quando uma empresa diz a um cliente que uma encomenda estará lá no dia seguinte, isso é uma promessa.

Além disso, manter as promessas constroem  a boa reputação e a credibilidade do negócio. Essa reputação – seja ela boa ou má – é um reflexo de como todos na empresa interagem com seus clientes. Isso é baseado nas credenciais dos seus colaboradores, da sua equipe gestora e nos valores empregado nos negócios. Um sinal dessa credibilidade é o bom boca-a-boca que vem dos clientes satisfeitos. Assim como quando as pessoas falam sobre o mais recente filme que viram, eles também falam sobre as suas experiências boas e ruins que têm com serviços contratados. Pense comigo: eu adoro comprar livros, e cá estou compartilhando a minha experiência prazerosa com milhares de pessoas. O oposto também é verdadeiro. Na verdade, pesquisas apontam que clientes satisfeitos compartilham a sua experiência com outras 3 pessoas, já clientes não satisfeitos compartilham com outras 10 pessoas. Uso o seu marketing para vender confiança!

No mais, as experiências ruins devem ser corrigidas imediatamente. A maioria dos clientes percebem quando uma empresa busca a solução de eventuais problemas, já que assumem que – assim como as pessoas que as fazem – as empresas não são perfeitas. Pedidos de desculpa, devoluções imediatas de valores e descontos nas próximas compras aliviam o sentimento de traição. Podemos conviver com isso. E ser digno de confiança significa tratar o cliente como o empresário que dirige a empresa gostaria de ser tratado.

3) Um produto/serviço completo compete na totalidade de como é adquirido tal

Quando eu estou comprando livros na Amazon.com, eu não estou comprando apenas livros, eu estou comprando uma experiência: um website fácil de navegar, um processo de compras simplificado, confiabilidade, segurança e cordialidade. Por vezes esquecemos dessas dinâmicas da negociação.

Empresários que estão em sintonia com a gama de expectativas dos clientes cercam seus produtos e serviços com todo o apoio, recursos, atos e informações que agregam não só valor real e utilidade, mas também conforto para seus clientes.

Como as Leis de Newton que “governam” o universo que nos cerca, essas 3 leis – na minha experiência – regem o universo do marketing de qualquer empreendimento, da padaria do bairro à uma multinacional. As empresas que compreendem e seguem estas leis vão avançar, fazendo descobertas e solidificando suas vantagens competitivas. Eles terão clientes satisfeitos que voltarão uma e outra vez, clamando por mais.

#3 Leis Universais do Marketing Empreendedor
Artigo
#3 Leis Universais do Marketing Empreendedor
Descrição
Nos negócios. é mais importante ser significativamente diferente do que ser um pouco melhor. Use o seu marketing para vender CONFIANÇA!
Autor
Empresa
6OK | Criativa
Logo

Deixa uma resposta

Seu endereço de email não será publicado